quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sarcasmo e podridão

Realidade doentia estamos vivendo
Nas ruas descaso,em casa doença.
Do conformismo do mendigo a maldade hedionda do pai pervertido(filho de uma puta)que tem a ousadia de enfiar o pênis na boca do próprio filho,a doença na mente de cada um de nós,a violência explicita e implícita dia a dia.
Do politico sem vergonha ao trabalhador honesto,do padre ao cafetão,o bem o mau o limpo o putrefato,a vida perdendo seu sentido em um mundo doentio coberto por lodo,história escrita com sangue,orgulho de conquistas absurdas,o homem em busca  de algo,a felicidade consumada por mentiras imundas,as pessoas olham para você na rua e se preocupam com o que você tem,de onde veio para onde vai,que carreira deseja seguir,as pessoas vivem para comer enquanto o medo de morrer de fome lhe assedia.
A falta de vergonha,a tendencia do homem pelo feio,pelo mal...a fúria absurda que vive em nosso ser,a masturbação mental que nos derruba,a importância do ter.


.